notícias

No mesmo itinerário do PAI

  • agosto 12, 2017

  • 0 comentário(s)


Desde criança eles admiravam a profissão do pai. Tinham o mesmo pensamento: quando crescerem, ajudar o pai. Os anos se passaram, as crianças cresceram e a ideia amadureceu.

E conseguiram almejar o sonho de criança ao seguir os passos do pai.

Esta é história dos filhos Reginaldo Lucena da Silva, 35 anos, e Rogério Lucena da Silva, 26 anos, que trabalham no mesmo ônibus que o pai, Raimundo Galdino da Silva, 60 anos, motorista de ônibus da Transwolff na linha 6099-10 – Divisa de Embu Guaçu – Term. Grajaú.
A família Silva está neste itinerário há anos. O filho mais velho Reginaldo, que também é motorista, conta que além da admiração pela profissão do pai, a necessidade de ajudar financeiramente o levou a assumir o volante. Mudou a carteira de habilitação para a categoria D, fez o curso e foi para a operação.

“Meu pai representa muita coisa pra mim. É meu exemplo de superação. Acorda cedo, não tem preguiça, muita disposição e acima de tudo é honesto”, diz Reginaldo que só vê o pai de forma rápida na hora da rendição.

Já o caçula Rogério, que é cobrador de ônibus, afirma que o próximo passo é ser motorista de ônibus, afinal quer ajudar ainda mais o pai. “Foi meu primeiro emprego. Não me vejo fazendo outra coisa. Meu pai é tudo quem sou”, conta.

Ao lado dos filhos no inicio da tarde desta terça-feira, dia 8, Seu Raimundo ouvia atentamente e sorria a cada palavra dos filhos. “É bom demais estar em família. Estamos de folga domingo e vamos comemorar o Dia dos Pais em família”, afirma.

A motorista Katiane Maria de Lima, 27 anos, trabalha há dois anos com o pai Rosinaldo Pereira de Lima, 50 anos, também motorista, na linha 7006-51 – Horizonte Azul – Capão Redondo.
Katiane lembra como se fosse ontem quando estava em casa com o pai quando ele virou pra ela e brincou ‘precisa mudar a categoria da carteira de habilitação para me ajudar’. “Disse para ele que não queria essa vida pra mim.” Hoje a opinião da filha é totalmente diferente.

“Amo minha profissão e devo tudo ao meu pai. Ele é tudo pra mim. É meu herói ensina muita coisa, me ajuda bastante. Estou a aqui por causa dele”, disse. Rosinaldo emocionado ao ouvir o elogio, retribui o carinho. “Ela é esforçada, acorda todo dia às três da manhã. Me ajuda demais. Primeiro lugar agradeço a Deus, depois ela. Muito responsável. Nunca bateu nem tomou multa.
Nunca recebeu nenhuma reclamação”, diz orgulhoso o pai.

Katiane enfatizou que nesta data tão especial agradece por tudo que Rosinaldo fez e faz por ela. “Meu pai é essencial na minha vida, nunca deixou faltar nada, reconheço este esforço. Desde pequena lembro que sempre falava quando crescer que ia ser igual a ele, trabalhador, guerreiro, honesto e humilde. Agradeço por tudo que fez por mim. O amo demais. Que Deus continue o abençoando e protegendo sempre”, desejou a filha.

“Ele é um pai maravilhoso, um homem com um coração enorme sempre ajuda o próximo, tenho orgulho de ter um paizão como ele, além de ser um avô fora de série.”
Luiz Carlos Efigênio Pacheco, presidente da Transwolff, afirmou que é gratificante ver pai e filhos nessa sintonia e aproximação. “A família é o nosso alicerce. Quero aproveitar o ensejo e desejar a todos um feliz Dia dos Pais com muita saúde, paz e harmonia.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *